NOTÍCIAS DO CAMPO

Refugiados – Até aos confins da terra


O Sudão era um país divido. Na parte norte, a maioria da população seguia o islamismo. Já na parte sul, o cristianismo e religiões animistas predominavam. Em 2011, algo mudou nesse cenário.

A população foi às urnas e aprovou a separação, surgindo um novo país: o Sudão do Sul. Infelizmente, isso não deu fim aos conflitos na região. A disputa agora é por recursos naturais, do qual os dois países são dependentes, especialmente do petróleo.

Os bombardeios constantes, principalmente na fronteira, deixam um número alto de mortos e refugiados. Estima-se que o governo do sul invista quase 50% das riquezas com armas, deixando de lado as necessidades da população.

Muitos fogem desse cenário desolador em busca de segurança em um novo lar. No Quênia, os campos de refugiados abrigam muitos sudaneses. O campo de Kakuma, criado em 1992, inicialmente recebeu refugiados do Sudão e hoje é um dos maiores acampamentos do mundo.

Por lá, os missionários trabalham levando o Evangelho. Os cultos são feitos com alegria e simplicidade e o trabalho com as crianças avança. Essas pessoas deixaram seus lares em busca de esperança e hoje têm a oportunidade de conhecer sobre a vida eterna. Ore pelos refugiados do Sudão que vivem no Quênia! Ore para que:

  • Cada um tenha a oportunidade de conhecer o Evangelho;
  • Os missionários sejam fortalecidos nessa obra;
  • Que os campos tenham estrutura para servir de refúgios a essas pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Agenda

Confira os eventos que organizamos e participamos

Abrir o Whatsapp
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos ajudar você?